História

CORREIO AÉREO NO RIO DE JANEIRO

Companhias Aéreas, Agências Postais e seus carimbos.

AS PIONEIRAS

A Lignes Aèriennes Latécoère foi fundada em 1918 em Toulouse, França. Aguardando a regularização junto ao governo brasileiro, foi realizado um voo pioneiro entre o Rio de Janeiro e Buenos Aires em 14 de janeiro de 1925. É desse voo o carimbo mais antigo de serviço aéreo no Rio de Janeiro.

A Aéropostale (CGA – Compagnie Générale Aéropostale) foi fundada em 1919 com objetivo de prestar serviços aéreos postais. Entre seus pilotos, destacava-se o escritor Antoine de Saint-Exupéry que descreveu suas experiências no romance Voo Noturno. Em 1927 a CGA assume o controle da Latécoère e cria a primeira linha regular de malas postais entre a Europa e o Brasil. A primeira mala para o Rio foi recebida em 24 de novembro daquele ano. Sua autorização oficial de funcionamento veio com o decreto 11.113 de 14 de fevereiro de 1928. Em 7 de outubro de 1933 integrou uma consolidação de várias companhias aéreas francesas que deu origem à Air France.

A Condor Syndikat foi fundada em 1924 em Berlim. Em 1927 é autorizada a operar no Brasil, sendo seu primeiro voo realizado em 27 de janeiro desse ano entre o Rio de Janeiro e Porto Alegre. No entanto em julho desse ano foi absorvida pela recém-fundada Lufthansa. Em dezembro de 1927 é fundada no Brasil uma subsidiaria, a  Syndicato Condor, nome alterado em 1941 para Serviços Aéreos Condor e em 1943 para Cruzeiro do Sul. Há uma emissão postal em março de 1927 “Condor Syndikat” e outra “Syndicato Condor” em novembro.

A NYRBA (New York-Rio-Buenos Aires) foi fundada em Nova Iorque em 1929 e iniciou seus voos com hidroaviões para o Brasil em novembro de 1929, logo após a fundação da Nyrba do Brasil em outubro desse ano. Em 19 de fevereiro de 1930 é emitido um selo aéreo em homenagem à mala postal da Nyrba. Em abril de 1930 foi comprada pela Pan American e renomeada Panair do Brasil em 1º de novembro do mesmo ano.

A VARIG foi fundada em maio de 1927, operando somente voos regionais no RS. Há uma longa história de colaboração com a Condor, que pode ser lida na Wikipedia. Em 1943, com a aquisição de novos aviões, iniciou sua expansão pelo território nacional. Há emissão postal em novembro de 1927 em homenagem à empresa.

A ETA (Empresa de Transportes Aéreos) foi fundada no Rio em 5 de setembro de 1928 e seu primeiro voo postal regional foi para Campos dos Goytacazes em junho de 1929 e em julho para São Paulo. A autorização para transporte de correspondência foi cassada pelo governo em 20 de fevereiro de 1930, data em que encerrou suas operações. Há emissões postais em junho e novembro de 1929.

A Luftschiff Zeppelin foi fundada em 1908. Em 25 de maio de 1930 acontece o primeiro pouso no Rio de Janeiro do dirigível Graf Zeppelin. Há uma emissão postal de selos nessa data em comemoração dessa viagem, e outra em 16 de agosto de 1931, com sobretaxa “zeppelin” sobre emissões anteriores. Um hangar original está presrvado no Campo dos Afonsos no Rio de Janeiro.

O CORREIO AÉREO NACIONAL

Em 12 de junho de 1931 é inaugurado o serviço do Serviço Postal Militar Brasileiro, mantido pela FAB, quando uma mala postal foi transportada do Rio de Janeiro para São Paulo. A aviação naval, no entanto, havia sido precursora quando criou o Correio Aéreo de Esquadra, com voo inaugural em 15 de agosto de 1919, entre o Rio de Janeiro e a Ilha Grande (embora transportando documentos internos).

Com a criação do Ministério da Aeronáutica em 20 de janeiro de 1941, foi realizada a fusão da antiga arma da Aviação Militar do Exército com a da Aviação Naval da Marinha; o Correio Aéreo foi transferido para este órgão que recebeu então a denominação com que ficou conhecido: Correio Aéreo Nacional.

OS CARIMBOS

O mais antigo carimbo aéreo conhecido traz data de 14 de janeiro de 1925 e foi aplicado sobre correspondência conduzida pelo voo inaugural da Latécoère entre o Rio de Janeiro e Buenos Aires (tipo AER 1). Imagem no envelope abaixo (© William Victor Kriebel).

Correio Aereo 1925

Outro precursor (tipo AER 2) tem um layout oval original na cor violeta e foi utilizado em carta transportada pela CGA no voo Rio de Janeiro – Natal em 27 de dezembro de 1927.  Várias companhias particulares continuariam a utilizar carimbos próprios até 1931. Vejam os tipos AER 3 a 8 utilizados pela Aéropostale, Nyrba, Syndicato Condor, ETA, Panair e Pan American. A partir dessa data, só seriam utilizados carimbos do Correio Central (ver a seguir).

Correio Central

De 1928 a 1932 seriam usados carimbos da 2ª Secção (ver CRJ 42) e a partir dessa data por um setor central utilizando carimbos com legenda  “Correio Aéreo” (tipos AER 10 a 17) e “Serviço Postal Aéreo” e variantes (tipos AER 18 e sseguintes). Os ultimos carimbos conhecidos são de 1961.

A Portaria 1.302 de 8 de novembro de 1933 publica o primeiro Regulamento dos Correios para o DF no Estado Novo. Como novidade, introduz uma 9ª Secção com atribuições específicas para o serviço aéreo. De fato, carimbos “9ª Secção Expressas” já circulam em dezembro desse ano. Em 1940, aparecem tambem carimbos com legendas “Aeroporto” (vide CRJ 162).

Agencias Postais

O Correio Central autorizou tambem algumas sucursais e agencias a coletar a correspondência aérea. Em 18 de janeiro de 1928 a Diretoria dos Correios (DC) publica resolução autorizando as sucursais Praça Duque de Caxias (rua do Cattete), Estácio de Sá (Largo do Rio Comprido) e Sucursal Nº7  (Rua 13 de Maio), bem como as agencias da Av. Rio Branco e Copacabana a receber correspondência aérea da CGA, com distribuição pela 2a.Secção. Em 14 de junho de 1929 as autoriza também a receber correspondência da ETA e, em 7 de fevereiro de 1930, da NYRBA, desta feita adicionando as sucursais de Botafogo, Praça Municipal, São Cristovão e Vila Isabel. Em 30 de outubro de 1929 a DC estabelece esse serviço também na agencia da Câmara dos Deputados.

Dessa época só tenho notícia de carimbos de 1928 na Sucursal Nº7 e de 1929 na Avenida Rio Branco.

Em 4 de agosto de 1931 a DC informa que estendeu o serviço aéreo, através da rede de aviação militar, às Sucursais e às agências de Copacabana, Estação D.Pedro II, Arsenal de Marinha, Largo Santa Rita, Praça 11 de Junho, Praça 15 de Novembro e Largo da Lapa. A Sucursal Nº 7 fica encarregada da correspondência aérea expressa. Comunicado semelhante de 9 de setembro inclui também as agencias de Botafogo, Praça Duque de Caxias e Praça Municipal.  Não são conhecidos carimbos utilizados por essas agências nessa época.

Anos depois aparecem alguns carimbos aéreos em outras agencias, tais como a Praça Mauá (1954-56), Lapa (1961) e Agencia Central do Rio de Janeiro (1963-69) – estes os últimos carimbos aéreos que tenho notícia. Aliás, as emissões de selos comemorativos aéreos encerrou-se com o “Gioventù” em 31 de julho de 1966.

Imagens dos carimbos do serviço aéreo, bem como planilhas com descrição dos tipos circulados estão apresentadas ao lado no menu Município do Rio> Correio Aéreo> Tabelas e Carimbos.

© 2012-2016 www.agencias postais.com.br – junho de 2016