Bairros L-M-N

Localização das Agências Postais do Município do Rio de Janeiro

bairros-lmn2 bairros-lmn3

HISTÓRIAS, CURIOSIDADES E IMAGENS DAS AGÊNCIAS

 LAGOA

No início, toda a região compreendida pelo Jardim Botânico, Lagoa e Gávea chamava-se Gávea do Jardim (assim se chamou a primeira agência postal do Jardim Botânico). A ocupação do bairro começou com o prolongamento, em Botafogo, da Rua Clemente e a chegada dos trilhos do bonde na região da Fonte da Saudade. A fonte ficava na primitiva praia da lagoa e era onde se reuniam as lavadeiras do bairro. Nos anos 20, foram construídas as ruas que, através de aterros, permitiram circundar a Lagoa. Hoje o espelho d’agua é tombado. O bairro teve uma agência postal por um breve período no tempo da império e, depois disso, só em 2002.

Carimbos do bairro da Lagoa

mrj0099-lagoa

LARANJEIRAS

Bairro com ocupação antiga, ocupa o vale do rio da Carioca, a jusante do bairro do Cosme Velho. Na parte baixa do bairro, está a sede do Fluminense Football Club, construída em estlo clássico, inaugurada em 1920. É vizinho do Palácio Guanabara, atual sede do governo fluminense. Construído em 1850, na Rua Guanabara, hoje Pinheiro Machado, foi residência da Princesa Isabel até o final do Império, quando foi confiscado pela Republica. É até hoje objeto de ação movida pela familia Imperial.

Bairro das Laranjeiras 1910

No mapa acima, de 1910, pode-se observar as diversas localizações da mais antiga agência do bairro. Ela teve 3 nomes e 4 localizações: Palácio Guanabara, Rua Guanabara (2 vezes) e Praça São Salvador. No mapa observa-se que a rua Guanabara, hoje Pinheiro Guimarães, ainda não atravessava a pedreira rumo a Botafogo. Na planilha no topo desta página, vemos que lá também está registrada uma agência “Praça Guanabara” nº419A, que eu mantive na planilha mas acho uma informação equivocada dos boletins postais. No lugar desta, que nunca existiu, deveria constar “Palácio Guanabara”, que aí teria registro da data do seu encerramento. O fato é que nem com essas mudanças ela sobreviveu muito e em 1916 a agência foi transferida para a rua do Catete (vide). O bairro só voltaria a ter uma agência 40 anos depois.

Uma curiosidade sobre o bairro de Laranjeiras foi a existência de uma agencia postal móvel, estacionada no bairro a partir de 1971. A experiencia não deve ter funcionado bem, pois não há outras referencias além da matéria do jornal Correio da Manhã de 27 de agosto de 1971 apresentada abaixo. Nem mesmo é certo que tenha usado um carimbo próprio, quem sabe um dia aparece um exemplar? Quanto ao nome da agencia, a matéria cita APM-01, mas outra matéria do mesmo jornal cita GB-04. Ver tambem agencias do Leme e Pavuna.

Carimbos do bairro de Laranjeiras

mrj0099-laranjeiras

LEBLON: ver página destacada no menu

LEME:

Se a abertura do “Tunel Velho” foi o alavancador da ocupação do vizinho bairro de Copacabana, a abertura do segundo, o “Tunel Novo” em 1906 deu grande impulso à ocupação do Leme.

Uma curiosidade sobre o bairro do Leme foi a existência de uma agencia postal móvel, estacionada no bairro a partir de 1971. A experiencia não deve ter funcionado bem, pois não há outras referencias além da matéria do jornal Correio da Manhã de 27 de agosto de 1971 apresentada abaixo. Nem mesmo é certo que tenha usado um carimbo próprio, quem sabe um dia aparece um exemplar? Quanto ao nome da agencia, a matéria cita APM-01, mas outra matéria do mesmo jornal cita GB-04. Ver tambem agencias de laranjeiras e da Pavuna.

Carimbos do Leme

Vale lembrar que existe uma agência com o nome Leme que, no entanto, está classificada em Copacabana, como indica o site dos Correios.

mrj0103-leme

MADUREIRA: ver página destacada no menu

MANGUEIRA

Mangueira é um favela muito antiga, com origens por volta de 1850. O morro onde começaram a surgir os barracos recebeu uma das primeiras antenas do telégrafo, passando a ser conhecido por Morro do Telégrafo. No entanto, uma fábrica das proximidades resolveu mudar seu nome para “Fábrica de Chapéus Mangueira” pois a região era grande produtora da fruta. Assim, quando a EFCB construiu em 1889 uma de suas estações no local, denominou-a “Mangueira”. A partir daí, o morro passou a ser conhecido por Morro da Mangueira, sendo o Telégrafo um de seus sub-bairros. A agência postal é dessa época, tendo sido criada em 1896. A comunidade é hoje mais conhecida por sua popular Escola de Samba, a Estação Primeira da Mangueira, que evoca a pioneira estação da EFCB.

Carimbos da Mangueira

mrj0106-mangueira

MANGUINHOS

A região, bastante favelizada,  é mais lembrada hoje pela Refinaria de Manguinhos, inaugurada em 1954. Está também nas proximidades a Fundação Oswaldo Cruz, com seu prédio em característico estilo mourisco no alto de uma elevação. Não possuo exemplares de carimbos.

 

 

MARACANÃ

O bairro deve seu nome ao rio Maracanã que, por sua vez, tem origem no tupi maraka-nã (papagaio). Vizinho à Quinta da Boa Vista, o bairro é conhecido pelo Estádio Mário Filho, ou Estádio do Maracanã, construído para a Copa de 1950. Atualmente está em reforma para hospedar a Copa de 2014 (veja ilustração ao lado do projeto do Novo Maracanã). Nesse local funcionou também o Derby Clube, associação de turfe inaugurada em 1885. A agência postal é de 1896.

Carimbos do Maracanã

mrj0107-maracana mrj0108-maracana

MARECHAL HERMES

O bairro de Marechal Hermes tem uma origem bastante peculiar. Foi concebido no governo do presidente que lhe empresta o nome e foi inaugurado em 1o. de maio de 1913. Nessa mesma data foi entregue a estação “Marechal Hermes” da EFCB (foto). A agência postal foi criada em 25 de agosto do mesmo ano com o nome “Vila Proletaria Marechal Hermes”. Planejado com o objetivo de suprir a carência por moradias populares, previa arruamento, infrestrutura completa e 1350 casas populares, das quais foram entregues apenas 135. Em 1930 o então presidente Getúlio Vargas retomou a obra com a construção de blocos de apartamentos. Hoje possui aproximadamente 50 mil habitantes e mantém muitos traços do projeto original.

Carimbos de Marechal Hermes

mrj0108-marechal-hermes mrj0109-marechal-hermes

MARIA DA GRAÇA

Na região, ficava a Fazenda Maria da Graça, da família Cardoso Martins. Foi adquirida, mais tarde, pela Companhia Imobiliária Nacional que em 1934 fez o arruamento e loteamento do bairro “Jardim Maria da Graça”, entre a rua Miguel Ângelo, a avenida Suburbana, a Linha Auxiliar e o bairro de Del Castilho (texto do portal GeoRio). A estação “Maria da Graça” da Linha Auxiliar foi inaugurada em 1928 e a agência postal que leva seu nome é de 1936.

Carimbos do bairro de Maria da Graça 

mrj0109-maria-da-graca

MEIER : ver página destacada no menu

 

© 2012-2016 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em setembro 2016)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *