Bairros V-Z

Localização das Agências Postais do Município do Rio de Janeiro

bairros-vz1

IMAGENS, HISTÓRIA E CURIOSIDADES SOBRE AS AGÊNCIAS

VARGEM GRANDE

As terras do bairro pertenciam à sesmaria de Gonçalo Correia de Sá, cuja filha dona Vitória, em ocasião de seu falecimento, doaria a extensa propriedade aos Monges Beneditinos que, no século XVIII, construíram a fazenda Vargem Grande cujas ruínas ainda existem no “Sítio Petra”, número 10636, atual Estrada dos Bandeirantes. A agencia postal e bem antiga, criada em 1867. Em 1891, os Beneditinos venderam todo seu latifúndio a empresas incorporadoras. A imagem de um bairro rural, ligado à natureza, com a esplêndida paisagem florestal do Maciço da Pedra Branca ao fundo com altitudes entre 500 e 1000 metros, terminou por transformar a região em um pólo de ecoturismo e gastronômico.

VARGEM PEQUENA

Bairro vizinho à Vargem Grande, compartilha com este a mesma base histórica e de desenvolvimento. Sua agência e mais recente, datando de 1916. Não possuo imagens.

 

VICENTE DE CARVALHO

Bairro da zona norte do Rio, seu nome se refere a um fazendeiro local, Vicente de Carvalho, que denominaria também a estação da Estrada de Ferro Rio D’ Ouro,  inaugurada em 15 de janeiro de 1883. A agencia postal seria criada na estação, alguns anos depois, em 1909. A favela do morro do Juramento, marco de referência no bairro, começou a ser ocupada em 1945, e desenvolvida nos anos 60.

Carimbos do bairro de Vicente de Carvalho

mrj0174-vicente-de-carvalho

Obs. Penha Circular está catalogada aqui pois assim registra o site dos Correios.

VIDIGAL

O major de milícias e intendente da polícia Miguel Nunes Vidigal, de grande influência no Primeiro Império, recebeu dos monges beneditinos em 1820, extensas terras que iam das encostas da Pedra Dois Irmãos até o mar, onde construiu a Chácara do Vidigal. Em 1886, seus herdeiros venderam a propriedade ao Engenheiro João Dantas. O acesso à área se dava pelo tortuoso caminho da Chácara do Céu, que vinha do Leblon. Só em 1913, o Professor Charles Armstrong aproveitou o leito abandonado do projeto cancelado de uma ferrovia litorânea, para servir de caminho ao seu Colégio Anglo-Brasileiro no Vidigal. Em 1919 o Prefeito Paulo de Frontin alargou e prolongou o Caminho de Armstrong criando a panorâmica Avenida Niemeyer, em homenagem ao Comendador Conrado Jacob Niemeyer. Considerada uma das mais bonitas vistas do Rio de Janeiro, o bairro-favela surgiu na encosta na década de 40 e hoje expandiu-se na direçao do Leblon com a comunidade Chácara do Céu.

Em anúncio publicado em 4 de novembro de 1982 no Jornal do Brasil, o DCT proclama a “inauguração da primeira agência postal em favela no Rio de Janeiro”, na estrada do Tambá, 735. No mesmo anúncio, prevê a breve inauguração da Rocinha.

Carimbos do bairro Vidigal

mrj0175-vidigal

VIGARIO GERAL

Conta a história que o Vigário Geral da Freguesia do Irajá, ia de trem do centro da cidade até a estação do Velho Engenho (de 1886, atual Vigário Geral) e de lá seguia a cavalo até a sede que se situava na igreja construída na primeira metade do Século XVII e se localiza atualmente ao lado do cemitério do Irajá. O caminho que este percorria ficou conhecido como “Estrada do Vigário Geral”, a qual corta o bairro, e que, com o passar do tempo, acabou por dar seu nome ao bairro.

Carimbos do bairro de Vigario Geral

mrj0175-vigario-geral

 VILA ISABEL: ver página destacada no menu

VILA MILITAR

No início do século XX, os batalhões e regimentos da cidade se concentravam próximos ao Centro, em São Cristóvão, no Campo de Santana, no antigo Arsenal de Guerra (atual Museu Histórico), na Fortaleza de São João e na Praia Vermelha. O Marechal Hermes da Fonseca resolveu então transferir os seis batalhões do primeiro e segundo Regimentos de Infantaria para uma nova vila militar na zona suburbana, que pudesse se interligar com as unidades de Realengo. As obras terminaram 1910 e a Vila Militar foi inaugurada em 1912. A primeira agência postal data de 1914. A partir de 1915, novos quartéis e residências para militares foram construídos ao longo da avenida Duque de Caxias, formando, ao longo do tempo, o maior aquartelamento do Brasil e a maior concentração militar da América Latina, com mais de 60.000 homens. No ramal ferroviário de Mangaratiba (atual ramal de Santa Cruz), foi inaugurada a estação Vila Militar, em 18 de agosto de 1910, com seu belo prédio em estilo inglês, semelhante ao da Estação de Marechal Hermes (portal GeoRio).

Carimbos da Vila Militar

mrj0182a-vila-militar mrj0182b-vila-militar

VILA DA PENHA

Bairro vizinho à Penha Circular, não deve ser confundido com esse ou com a Penha. Existe uma agencia com nome Largo do Bicão, mas os Correios a classificam em Bras de Pina.

mrj0183-vila-da-penha

VILA VALQUEIRE

No passado, a região era ocupada pelo Engenho do Valqueire, onde existia grande quantidade da árvore Pau Ferro. A origem do nome deve-se ao proprietário dessas terras em meados do século XVIII, Antonio Fernandes Valqueire. A sede do Engenho ainda existe, em ruínas, e sua mais antiga construção é a Igreja de São Roque, próxima à estrada do Macaco (atual rua Quiririm). Em 1927, os herdeiros lotearam a propriedade dando o nome de Vila Valqueire ao novo bairro. O engenheiro Alencar Lima, autor do projeto, abriu ruas bem largas com nome de flores, rua das Rosas, das Margaridas, das Verbenas e a acolhedora Praça Saiqui, tornando o Valqueire um aprazível e valorizado bairro. Não possuo imagens.

VISTA ALEGRE

Um pequeno bairro da zona Norte da cidade, com pouco mais de 8 mil habitantes, foi criado na década de 1950 e se originou de um grupo de onze pequenas ruas, que hoje fazem parte de um condomínio fechado. Os primeiros moradores da região fundaram um clube chamado de Grêmio Vista Alegre. O clube era sediado originalmente na Rua Dez, dentro do pequeno bairro, mas devido ao crescimento de moradores e associados transferiu sua sede para a rua Ponta Porã. Hoje estas onze pequenas ruas são conhecidas como bairrinho, um local cujas casas eram padronizadas, embora hoje restem poucas com o estilo original.

Carimbos de Vista Alegre

mrj0183-vista-alegre

ZUMBI

Leio na internet que o nome deriva do tupi e significa “As Ancas Femininas”, devido ao formato da praia. O bairro é um dos mais antigos da Ilha do Governador. A agência postal é de 1901. Não possuo imagens de carimbos.

© 2012-2016 www.agenciaspostais.com.br – outubro de 2016

Uma ideia sobre “Bairros V-Z

  1. Meu caro amigo Paulo,

    Mais uma vez meus sinceros parabéns, pela beleza do trabalho. Infelizmente ainda estou com os mesmos problemas, pois não consigo fazer com que o meu provedor venha até a minha casa para consertar a rede. Já cansei e dar telefonemas, mas eles não querem atender, e ficam embromando o tempo todo. Pretendo mudar de provedor ainda na próxima semana. Assim que eu resolver esse problema voltarei a me comunicar permanentemente com você. Estou neste momento numa Lan House perto de minha casa.
    Um forte abraço,
    Marlino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *