Campos dos Goytacazes

campos-dos-goytacazes-sul

(N.A.: o tamanho do município me obrigou a dividir o mapa. Clique para ampliar)

MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES

O município de Campos dos Goytacazes, capital da zona norte do Estado do Rio, é o maior município do estado.  Suas origens remontam a 1673 quando, a 2 de setembro, foi criada a vila de São Salvador dos Campos dos Goytacazes, em referência à tribo guerreira habitante da região. Sua denominação foi simplificada para Campos em 28/03/1835, retomando o nome original de Campos dos Goytacazes em 16 de outubro de 1986.

AGÊNCIAS POSTAIS

FATOS, HISTÓRIAS E IMAGENS SOBRE AS AGÊNCIAS

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Importante centro histórico, comercial e financeiro fluminense, o município de Campos é o maior do interior do Estado do Rio, apesar da emancipação de vários de seus antigos distritos, originando nada menos que quinze novos municípios no norte do Estado. Campos teve a honra de sediar a primeira agência postal do Brasil, criada em 1798, alem de ser o local onde cataloguei o maior numero de agências postais entre todos os municípios do interior do estado – 127 até esta data.


O Correio em Campos

Transcrevo abaixo um resumo do texto com mesmo subtítulo do livro de Julio Feydit [1)

“No livro de registros da C.M., a folhas 167, se acha a provisão seguinte:
´Dona Maria por graça de Deos Rainha de Portugal, etc. faço saber ao coronel Jose Caetano de Barcellos Coutinho, comandante da Villa de Sam Salvador, Goitacazes, que nomeio (…) para Administrador e Ajudante do Correio que em officio de 16 de junho mandei crear nessa villa (…) A Rainha Nossa Senhora o mandou (…) nesta Cidade do Rio de Janeiro aos 13 de Novembro de 1798´.
Em 5 de dezembro de 1798, que era uma quarta-feira, saía de Campos o primeiro estafeta (para o Rio de Janeiro) (…) O porte de cada carta era de 480 réis.”

 


História:

  1. Origens

Uma das quinze capitanias hereditárias criadas por Dom João III de Portugal, a de São Tomé [2] foi criada em 1536 e doada a Pero de Góis. Sua área compreendia o território entre as cidades de Itapemirim no sul do Espirito Santo a Macaé no Rio de Janeiro. A colonização não teve muito sucesso devido à hostilidade das tribos locais. Em 1619 a capitania foi renunciada em favor da Coroa e posteriormente absorvida pela Capitania Real do Rio de Janeiro. Esta, por sua vez, seria constituída após a fundação da cidade do Rio de Janeiro em 1565.

A colonização portuguesa só se iniciou de fato a partir de 19 de agosto de 1627 quando o governador Martim Correia de Sá doou uma parte da área, delimitada pela cidade de Macaé até o Cabo de São Tomé (no atual território de São Francisco do Itabapoana) ao grupo de militares conhecido por Sete Capitães [3]. A posse jurídica dessa sesmaria ocorreu em 1629 e a ocupação do território, com pecuária e canaviais, teve início. Com a chegada do grupo liderado pelo General Salvador Correia de Sá e Benevides, então governador da província, as disputas políticas entre os herdeiros dos dois grupos se estenderam por muitos anos. Estes últimos ficaram conhecidos como “os Assecas” (do Visconde de Asseca, título de membros da família), e acabaram por controlar a região por quase um século (fonte: Wikipedia, verbete Campos dos Goytacazes).

  1. A Vila

A Freguesia de São Salvador de Campos, instalada por volta de 1650, foi elevada à categoria de vila com a mesma denominação, por Ato de 02-09-1673. Instalada em 1676 (fonte IBGE) ou 28-5-1677 segundo gravação do marco de instalação [4].

No início dos anos 1800, toda a planície encontrava-se ocupada e partilhada, mas ainda restavam quatro latifúndios: Colégio dos Jesuítas, São Bento (correspondentes à cidade de Campos e seu entorno), Quissamã (primeira região da América Latina à receber energia elétrica), além da fazenda dos Assecas, onde surgiu o povoado da Barra Seca, no atual município de São Francisco de Itabapoana (fonte: Wikipedia, verbete Campos dos Goytacazes).

Elevada à categoria de cidade, com a denominação de Campos, pela Lei Estadual n.º 6, de 28-03-1835 (fonte: IBGE).

3. A rede ferroviária

 A exemplo de vários outros municípios, as estradas de ferro deram origem à maioria das agências do município. Várias delas cruzavam seu território, conforme se pode observar no mapa abaixo (fonte: menu Correio Ferroviário neste site).

  • E.F. Macaé e Campos (ca.1875 – em laranja);
  • Linha de Itabapoana (1878-79 – em vermelho), até o Espirito Santo;
  • Linha Campos a Miracema (ca.1895 – em amarelo);
  • Ramal de Campista, ou de Atafona (1896 – em violeta);
  • Ramal de Santo Amaro (1873 -1908 – em azul) e
  • Ramal de S. Sebastião ou Colomins ou Barão de São José (1900 – em verde).

campos-1953-reg-sul-mapa-politico


SANTO EDUARDO, ESTAÇÃO

Situada na divisa com o Estado do Espirito Santo, há uma curiosa história sobre o nome desse local (tanto a estação quanto a agência postal), confundido muitas vezes com uma homônima cidade vizinha no Espírito Santo. Essa história está detalhada no menu História Postal. Link direto: http://agenciaspostais.com.br/?page_id=20075


LAGOA DE CIMA

Ponto turístico, local preferido para esportes náuticos e onde se localiza o Iate Clube, é apelidada pelos locais de “Lausanne Brasileira”. A agencia postal AGC #264 que leva o seu nome; criada em 2000, está ativa.


O SOLAR DOS AIRIZES

www.estaçõesferroviarias.com.br (Revista da Semana de 9/9/1939

www.estaçõesferroviarias.com.br (Revista da Semana de 9/9/1939)

Construído no inicio do século XIX às margens do Rio Paraíba, possuía em frente uma parada ferroviária da EF Campista (que aparece no canto inferior direito). Um pouco mais adiante ficava a localidade de Dores dos Ayrizes, cuja agencia postal é de 1895 (ERJ 220) que mais tarde adotaria o nome de Martins Lage (ERJ 221), estação mais adiante na linha, de onde saía o ramal de S. Sebastião (ou Colomins). O casarão é tombado pelo IPHAN desde 1940 e está abandonado, embora haja registro de projetos imobiliários no seu entorno que prometem preservá-lo.

Carta Chorographica de 1922 Governo do ERJ

O mapa mostra, bem próximos na linha Campista, a parada “Aerizas”, a estação Martins Lage e a “Uzina Dores” bem como a saída do ramal de S. Sebastião.

Solar dos Airizes em 2018 (foto de Leonardo Naves)


O FAROL DE SÃO TOME

campos-farol-de-sao-tomeA estrutura tem 45 metros de altura e foi inaugurada em 29 de julho de 1882, data escolhida em homenagem ao aniversário da Princesa Isabel. O projeto, segundo o portal local, é do engenheiro Gustave Eiffel, o mesmo da torre parisiense.

A agência postal da localidade é bem mais recente, dos anos 1970, e está ativa como AGC.

Um dos selos da série Maravilhas do Rio, # C3048 de 2010 traz a imagem do farol.


 

Carimbos de Campos dos Goytacazes

Notas:

[1] Feydit, 1979 “Subsidios para a Historia dos Campos dos Goitacases”.

[2] idem. O nome da capitania foi tomado do Cabo de São Tomé, na costa sudeste do município de Campos nomeado em 1501. Conta a lenda que assim o foi em memória do apóstolo de mesmo nome pois sinais de sua passagem pelo litoral brasileiro, tais como marcas de cajado e pés, podem ser vistos de S. Vicente à Bahia.

[3] idem. Os sete capitães eram: os irmãos Gonçalo, Duarte e Manoel Correa; Miguel Ayres Maldonado; Antonio Pinto; João de Castilho e Miguel Riscado. Eles tomaram posse em 1629.

[4] idem. Gravação no marco de instalação (29.5.1677) em memorial instalado na igreja de São Francisco.

© 2011-2018 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em abril de 2019)

4 pensou em “Campos dos Goytacazes

  1. Formidável!! Excelente trabalho. Pela organização, servirá de guia para a carimbologia de outros estados da federação. De minha parte, tenho uma coleção de carimbos da Paraíba, com algumas centenas de carimbos em selos e cartas de quase todas as 223 cidades do estado. Ví alguns carimbos da Paraíba no logotipo. Tens peças para trocas? Tenho muito material para trocas. Atenciosamente. Eduardo

  2. caro Eduardo,
    creio que não te respondi o gentil email, por estar de ferias. Obrigado pelo comentario.
    Não tenho planos para estudar a Paraíba. Portanto, o que eu tiver poderá ser permutado por coisas do Rio de Janeiro ou do Espirito Santo.
    Tens interesse?
    abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *