Engenheiro Paulo de Frontin

eng-paulo-de-frontin

MUNICÍPIO DE ENGENHEIRO PAULO DE FRONTIN

Sua origem é o distrito de Rodeio, estabelecido em 30 de outubro de 1872 e subordinado a Vassouras. O distrito foi extinto em 21/09/1906 sendo no entanto restabelecido em 11/09/1909. Em 31 de dezembro de 1943 o distrito de Rodeio foi renomeado Engenheiro Paulo de Frontin e alçado a município com o mesmo nome em 25 de novembro de 1958, sendo instalado a 25 de março do ano seguinte. Extinto em 12/12/1960, retorna a distrito, mas é definitivamente restaurado em 04 de outubro de 1963 com o mesmo nome.

Quem foi Paulo de Frontin

André Gustavo Paulo de Frontin (Petrópolis, 17 de setembro de 1860 – Rio de Janeiro, 15 de fevereiro de 1933), foi um político e engenheiro brasileiro.

Foi senador, prefeito do então Distrito Federal e deputado federal. Ganhou notoriedade ao multiplicar, juntamente com o também engenheiro Raimundo Teixeira Belfort Roxo, o abastecimento de água na cidade do Rio de Janeiro num prazo recorde de uma semana, num empreendimento que ficou conhecido como “episódio da água em seis dias”. Ainda como engenheiro, teve notável participação durante o governo municipal de Pereira Passos que realizou a política do bota abaixo, que modificou o cenário carioca. Nessa mesma época chefiou a construção da Avenida Central. Como prefeito (de fevereiro a julho de 1919) realizou obras importantes, como o alargamento da Avenida Atlântica, em Copacabana, e a construção das avenidas Niemeyer e Delfim Moreira, ambas na zona sul da então capital do Brasil. É conhecido como o patrono da engenharia nacional (texto e imagem da Wikipedia em 2021). O selo foi lançado pelo DCT em 12 de outubro de 1960 em homenagem ao seu centenário natalício.

AGÊNCIAS POSTAIS

 

REDE FERROVIÁRIA

Escolhi mostrar o mapa de 1953 por que ele mostra com mais clareza do que o atual o emaranhado de linhas ferroviárias que cruzaram Paulo de Frontin ao norte e ao sul. Tive também que colorir em azul os aproximados limites atuais do município já que o mapa é anterior à sua independência.

Vemos ao sul a EF D. Pedro II (1860) que vem da baixada fluminense e sobe a serra na direção de Mendes. Em diagonal à direita tangenciando o município (e a serra) vê-se a Linha Auxiliar que no extremo direito sobre a serra em direção a Governador Portela. Por fim, ao norte vê-se o chamado Ramal de Vassouras que liga finalmente Vassouras tanto à linha do Centro (do qual se vê um trechinho no canto superior esquerdo junto ao rio Paraíba) quanto à Linha Auxiliar em Governador Portela.

 


HISTÓRIA, CURIOSIDADES E IMAGENS DAS AGÊNCIAS


Linha da EF D. Pedro II – Local 1 no mapa

ERJ 441 – Rodeio (1865-1935)
ERJ 442 – Paulo de Frontin (1935-1941)
ERJ 443 – Rodeio (1941-1943)
ERJ 444 – Soledade de Rodeio (1943-1949)
ERJ 445 – Engenheiro Paulo de Frontin (1949 – )

 

A imagem é da Revista Fon-Fon de 1910 (hemeroteca da BN) e mostra o belo prédio novo da estação de Rodeio, já então sede distrito de Vassouras.

Ponto de trânsito em direção à Côrte, aí se faziam os rodeios de gado destinados ao corte, origem de seu nome. A zona urbana do povoado pertencia à fazenda Hermitage, a primeira a se estabelecer em Rodeio em 1755. Na década de 1860 houve grande impulso econômico, quando a Estrada de Ferro D. Pedro II atravessou suas terras e inaugurou a estação “Rodeio” em 2 de julho de 1863. Uma agencia postal foi instalada na estação em 9 de agosto de 1865. Em 30 de outubro de 1872 foi criado o distrito de Rodeio subordinado a Vassouras. Uma série de alterações em seu nome aconteceu em sequência, que ficará mais bem entendida (espero) com a planilha abaixo.

 

 


Local 2 no mapa


Primeira estação em Paulo de Frontin para quem vem do Rio, Palmeiras foi inaugurada alguns anos depois de Rodeio em 1873. A agencia é de 1876 e foi instalada no mesmo edifício da estação.

ERJ 447 – Palmeiras, estação (1876-1969)


Linha do Ramal de Vassouras

Local 4 no mapa


ERJ 448 – Sacra Família do Tinguá
ERJ 449 – AGC Sacra Família do Tinguá

Sacra Família do Tinguá foi distrito do município de Vassouras desde 1909. Dele foi desmembrado quando da emancipação de Paulo de Frontin em 1958. É atualmente o seu único distrito.

A localidade tem rica e antiga história. Foi elevado a Freguesia em 12 de janeiro de 1755. À época, englobava as terras dos atuais Municípios de Vassouras, Mendes, Engenheiro Paulo de Frontin, Miguel Pereira e Paty do Alferes cujas capelas eram subordinadas à matriz Nossa Senhora da Conceição construída em 1715.

Com a riqueza trazida pelo ciclo do café Vassouras passou a ter importância estratégica culminando por se tornar, no final do século XIX, sede administrativa da região englobando Sacra Família, Morro Azul e Paulo de Frontin.

 


Morro Azul e dr. Francisco Sá – Local 5 no mapa


ERJ 449A – Morro Azul (1915-1915)
ERJ 449   – Doutor Francisco Sá (1915-1935)
ERJ 450   – Morro Azul, estação (1923-1966)
ERJ 451   – Morro Azul do Tinguá (1966-1989)
ERJ 451A – AGC Morro Azul do Tinguá (1999 – )

Morro Azul x Dr. Francisco Sá [1]  é um local bem misterioso, como veremos. O que dizem o Boletim Postal e os documentos oficiais dos Correios?

  • Morro Azul foi agencia em Rio Claro (RJ) de 04.12.1866 a 12.05.1922;
  • A estação é inaugurada em 30.05.1914 com nome de “Morro Azul” em Vassouras (Fonte “estatisticas” de 1915);
  • Em 12.03.1915 foi criada a agencia de 4a.classe Morro Azul, Vassouras no RJ
  • Em 19.04.1915, o BP informa a criação da agencia Dr. Francisco Sá, mas sem mencionar mudança ou retificação (que deve ter sido necessária, já que Morro Azul ainda funcionava em Rio Claro);
  • O GP de 1920 registra: doutor Francisco Sá, est.-ag.4a.cl. (Vassouras). Note que o GP a chama de estação!
  • Em 22.02.1923 é criada a agencia Morro Azul em Vassouras (finalmente possível, porque a agencia de Rio Claro havia sido fechada em 1922)
  • O mapa postal de 1928 registra “Dr. Fco. Sá” no local de Morro Azul (ver abaixo).
  • O GP de 1931 registra Morro Azul, est.-ag.4a.classe em Vassouras e acrescenta que “troca malas com Doutor Francisco Sá” ( mas não é o mesmo local ?! ).
  • Também registra Doutor Francisco Sá pov.-ag.4a.classe “que permuta malas com Morro Azul”. As malas seguem pela EFCB para Morro Azul “e daí ao destino”. Ambas permutam malas com S. Sebastião dos Ferreiros. Note que Morro Azul é estação e Francisco Sá “povoado”. Ambas com agencia.
  • Em 16.01.1935 a agencia Doutor Francisco Sá é suprimida, mas a de Morro Azul permanece.
  • Abaixo imagem do Mapa Postal de 1928, que registra Francisco Sá como agencia de 4a.classe, e a mostra no lugar de Morro Azul. Para comparar, segue o mapa de 1953 – veja que até a ligação com Ferreiros é comum nos dois mapas.

Resumindo: o GP de 1931 diz que as duas agencias “trocam malas” e o BP diz que a agencia Francisco Sá fechou somente em 1935 (BP); isso deixa claro que são localidades diferentes, embora os mapas a coloquem no mesmo lugar. Uma hipótese é que, com a criação da nova agencia Morro Azul, a Francisco Sá tenha sido realocada para outro local. Como não encontrei o local, o assunto fica pendente (março de 2022).

eng-paulo-de-frontin-mapa-de-1928

Carimbos dos locais

Notas:

[1] Segundo a Biblioteca do IBGE, Francisco Sá foi Ministro da Viação na presidência de Nilo Peçanha (1909-1910) e na de Arthur Bernardes (1922-26), além do governo de MG (1918-1926) onde construiu estradas de ferro, portos, aumentou as linhas telegráficas e as comunicações postais.

No entanto, a estação com seu nome mais conhecida é a que se tornou a inicial da E.F. Rio do Ouro em 1922 no DF. A imagem abaixo é de 1938 (estacoesferroviarias.com.br).


A imagem abaixo é de 2021 do Google Maps em Morro Azul e ainda registra na parede o nome da estação “Morro Azul do Tinguá” (a placa borrada diz: Distância 124.078 km).


© 2011-2022 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em março de 2022)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.