Linha 7 Valenciana

LINHA 7 – ESTRADA DE FERRO UNIÃO VALENCIANA ou RAMAL DE SANTA RITA

A autorização para a construção de uma E F entre Desengano (depois Barão de Juparanã na linha do centro) e Rio Preto (às margens do Rio Preto, em território mineiro) veio com o Decreto 3641 de 27 de abril de 1866. Para esse efeito, organizou-se a Companhia Estrada de Ferro União Valenciana. As obras começaram em 1869 e o trecho até Valença inaugurado em 18/5/1871 [2].

Para o prosseguimento da linha houve necessidade de repactuar os termos do contrato, o que foi decidido em 27/08/1877. Isso posto, as obras recomeçaram em 1878 e os trilhos chegaram à estação Rio Preto em 9 de julho de 1880 [1].

Em 1910 foi constituída pela EFCB a Rede de Viação Fluminense incorporando a linha-tronco da Auxiliar e as linhas da União Valenciana e EF Rio das Flores (v. linha 8 a seguir). A nova administração decidiu então prolongar a linha ao longo da margem sul do Rio Preto em direção a Santa Rita do Rio Preto em MG. Esse trecho foi inaugurado em 12/11/1914 até Santa Rita, que já possuía uma estação da RMV (vide). O traçado finalmente cruzou o Rio Preto em Barbosa Gonçalves, a última estação em território fluminense. A imponente ponte é hoje uma estrutura sem uso [3].


Correio Ambulante

Não tenho informações sobre carimbos ambulantes nessa linha.


Agencias Ferroviarias

 

Notas
[1] vale observar que a estação ficava na margem fluminense e foi renomeada Parapeúna em 1943, acompanhando a mudança de nome do distrito de Valença. A agencia postal, no entanto, ficava na cidade mineira homônima na margem oposta e é bem mais antiga, DCA 16 de agosto de 1855. Há uma história curiosa a esse respeito, uma vez que a agencia mineira usou por algum tempo “estação” nos seus carimbos. Veja em detalhe no menu Correio Ferroviário.
[2] baseado no texto do livro “A Formação das E.F. no RJ” de Helio Suevo.
[3] foto de Eliane Batagini, acervo de Fatima Helena Oliveira Araujo e Araujo

 

©2014-2020 agenciaspostais.com.br (atualizado em setembro/2020)