Linhas 28, 29, 30 e 31

As quatro linhas 28 a 31 estão apresentadas juntas nesta página por comporem o trajeto da Baía de Guanabara até o Rio Paraíba, como se pode ver ao lado.


 

Linha 28 – Estrada de Ferro Mauá

Obra do empreendedor Visconde de Mauá, foi a primeira linha ferroviária do Brasil. Sua visão era uma ferrovia que ligasse a Corte a Minas Gerais. O trecho inicial ia do Porto Mauá (1854) até a Raiz da Serra (1856) passando pela Freguesia de Inhomerim.

 

Em 31 de agosto de 1872 Mauá assinou contrato com a Presidência da Província para a construção do prolongamento da estrada até o alto da serra. Estudos de viabilidade no entanto mostraram dificuldades que exigiam a necessidade de aumento da capital; este lhe foi negado e o contrato caducou [1].  Continua na linha 29 abaixo.

 

Não tenho registro de serviço ambulante.

Agencias Ferroviárias


 

Linha 29 – Estrada de Ferro Príncipe do Grão Pará

Em 1879 novos sócios organizaram a Cia E F Príncipe do Grão-Pará [2] cujos estatutos foram aprovados em 1881. A Grão-Pará iniciou os trabalhos do prolongamento nesse mesmo ano, tendo entregue o trecho até Petrópolis em 1883, ano em que também adquiriu os ativos da E F Mauá.

Correio Ambulante

Existem também carimbos de Petrópolis a Três Rios. Eu os coloquei na Linha 31.

Imagens de carimbos

Agencias Ferroviarias

 


 

Linha 30 – Ramal de São Jose do Rio Preto

Em 1885 foi assinado o decreto para a extensão da linha de Petrópolis a São José do Rio Preto. Os trechos Petrópolis-Areal e Areal-São José foram inaugurados em 1886, sendo São José do Rio Preto o ponto terminal.

Convencionou-se denominar as duas linhas que saem de Areal de “ramais”, o Ramal de São José do Rio Preto (linha 30) e o Ramal Areal-Três Rios (linha 31).

Correio ambulante: não tenho registro de carimbos.

Agencias Ferroviarias


 

Linha 31 – Ramal Areal a Três Rios

Ao final de 1886, as obras foram paralisadas por algum tempo. Em 14/06/1888 a E F Grão-Pará foi vendida para a “Rio de Janeiro Northern Railway Company” que vinha construindo a Linha do Norte (Linha 26) ao redor da Baía de Guanabara. Mesmo assim, as obras não avançaram.

Finalmente, o ramal Areal – Três Rios foi concedido à “Leopoldina Railway” que entregou o trecho no primeiro semestre de 1900.

Correio Ambulante

Imagens de carimbos

Agencias Ferroviárias


Notas e informações
[1] baseado em texto do livro “Formação das Estradas de Ferro do Rio de Janeiro” de Helio Suevo.
[2] Príncipe do Grão-Pará era o título de Pedro de Alcântara, filho da Princesa Isabel e neto de Pedro II.

© 2014-2020 agenciaspostais.com.br