Mangaratiba

Mapa 1 – Município de Mangaratiba

Para detalhe do local 1-7, ver mapa 2 abaixo

***

Mapa 2 – detalhe: Baía de Mangaratiba

MUNICÍPIO DE MANGARATIBA

Sua origem está ligada à Freguesia de Nossa Senhora da Guia de Mangaratiba, criada a 16 de janeiro de 1764. Em 11 de novembro de 1831 foi emancipado mantendo o mesmo nome, separando-se de Angra dos Reis, sendo instalado em 1833. Em 28 de maio de 1892 foi extinto, mas restaurado a 17 de dezembro do mesmo ano. Em 27 de dezembro de 1929 é levada à cidade, com nome simplificado para Mangaratiba.

AGÊNCIAS POSTAIS

 

REDE FERROVIÁRIA


HISTÓRIA, CURIOSIDADES E IMAGENS DE AGÊNCIAS


Mangaratiba


A Freguesia foi criada em 1764 e a agencia postal é de 7 de março de 1823. A Vila foi instalada em 24 de maio de 1833 (Local 1 no mapa2).

Nessa época Joaquim José de Souza Breves, conhecido por Comendador Breves, construiu armazéns no Saco de Mangaratiba, e juntamente com cafeicultores da região de serra acima, transferiu para essa área a grande movimentação portuária do município (Local 2 no mapa2). Esse porto, em meados do século XIX, chegou a se destacar como um dos maiores do Brasil. As ruínas (Local 3 no mapa2) sugerem que o porto (e possivelmente a agencia Saco de Mangaratiba) fosse localizado nas margens do Rio do Saco, provavelmente mais sinuoso e caudaloso do que atualmente.

Após a emancipação, o primeiro projeto aprovado foi a construção de uma estrada que atravessasse a Serra do Piloto e ligasse Mangaratiba a São João do Príncipe (local atual da represa Ribeirão das Lajes). Breves assumiu o projeto e no início dos anos 1850 a estrada foi ampliada e calçada ficando conhecida como Estrada do Atalho (local 4 no mapa2). Imagem abaixo.

Fatores externos viriam a afetar a economia local. No final dos anos 1860 a ferrovia D. Pedro II chegaria ao Vale do Paraíba trazendo forte concorrência às rotas marítimas do café. Pior, em 1873 uma epidemia fez boa parte da população migrar ou subir para a serra, principalmente para a localidade de Ingahiba [1].

Sinal do esvaziamento, em 1886 a agencia postal S. Braz, que havia sido criada em 1882 junto à foz do rio de mesmo nome (Local presumido 5 no mapa2), foi transferida para Ingaíba (Local 6 no mapa2), localidade junto às nascentes do rio de mesmo nome. O quadro se agravou e em 1892 o próprio município foi extinto por quase um ano. As coisas melhorariam com a chegada do Ramal de Mangaratiba à cidade em 1914 (ver o quadro ferroviário acima).

Em 1973 foi inaugurado o terminal de minério na ilha de Guaiba e, pouco tempo depois, a construção da rodovia Rio-Santos causou forte aumento demográfico, trazendo seus males e suas benesses. Em 1987 foi inaugurado o complexo hoteleiro Portobello (Local 7 no mapa2).

[1] o texto é baseado no site da prefeitura https://www.mangaratiba.rj.gov.br/novoportal/pagina/historia.html

Carimbos de Mangaratiba

ERJ 632 – Mangaratiba (1823 –  )

ERJ 633 – Saco de Mangaratiba (1840-1902)

 

ERJ 634 – São Braz (de Mangaratiba) (1882-1914)

Para informações complementares sobre São Braz, ver site de Fabio Monteiro

 


Jacareí (Local 8 no mapa 1)


Distrito de Mangaratiba desde sua emancipação em 1892, desmembrado de Angra dos Reis. Em seu litoral está o Club Mediterranée Rio das Pedras (imagem). Incrível não possuir imagens de uma agencia de mais de 150 anos…

ERJ 633 – Jacarei (1858-1943)
ERJ 634 – Conceição de Jacarei (1943-2002)
ERJ 635 – AGC Conceição de Jacarei (2005-2019)

Não lhe conheço imagens


Itacuruça (Local 9 no mapa 1)


Terceiro distrito de Mangaratiba desde sua emancipação em 1892, desmembrado de Itaguaí. A ilha de Jaguanum e o encontro das águas na Ilha de Marambaia são atrações turísticas. A imagem é da antiga estação ferroviária, hoje centro cultural.

ERJ 636 – Itacuruça (1837-2002)
ERJ 637 – AGC Itacuruça (2002-2019)

 


Muriqui (Local 10 no mapa)


Quarto distrito de Mangaratiba desde 1949. É uma estância balneária.

ERJ 640 – Muriqui (1954-1963)
ERJ 641 – Vila Muriqui (1963 – )


Ilha de Marambaia e E.P. Darcy Vargas (Local 11 no mapa 1)


O primeiro documento formal da posse de Marambaia foi registrado em 1856, em nome do comendador Breves, que veio a falecer em 1889, passando a região para sua viúva. Já comentamos sobre ele ao contar a história do Saco de Mangaratiba. A ilha passou para a Marinha do Brasil em 1908 e, nela, foi instalada a Escola de Aprendizes-Marinheiros em 16 de junho de 1908. Nessa época foi criada a agencia postal que funcionou até 1915.

ERJ 642 – Ilha de Marambaia (1907-1915)

ERJ 643 – Darcy Vargas (1943-1978)

Com a instalação da Escola de Pesca Darcy Vargas  na Ilha de Marambaia em 1939, os dirigentes do ACR – Abrigo Cristo Redentor (de origem católica) pretendiam criar não apenas um educandário onde fosse ensinada a pesca por meio de técnicas modernas, mas também uma vila onde a família do pescador pudesse viver com infraestrutura adequada e onde a venda do pescado pudesse ser realizada diretamente ao entreposto, propiciando uma remuneração justa. A escola trouxe para aquela região uma ampla infraestrutura, que, em 1941, contava com dez pavilhões, igreja, hospital-maternidade, ambulatório, padaria, lavanderia, fábrica de gelo, fábrica de conservas, fábrica de óleo de fígado de cação, fábrica de redes, oficina e estaleiro de construção naval, frigoríficos, dependências técnicas para o ensino da pesca, e casas de pescadores e funcionários (a imagem mostra essas construções ao fundo). Em 1971, todo esse conjunto foi passado para a Marinha do Brasil, e hoje é um Centro de Adestramento dos Fuzileiros Navais.

A agencia postal deve ter sido criada por volta de 1940, já que a primeira informação que tenho está no BP de 28 de janeiro de 1943 informando que “está criado o serviço telegráfico via rádio na agencia postal de 4ª classe Darcy Vargas na Ilha de Marambaia DR-RJ”. Com isso, tivemos a única APRT – Agencia Postal Radiotelegráfica do estado do Rio.

Não possuo carimbos.


© 2011-2022 www.agenciaspostais.com.br (atualizado fevereiro de 2022)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.