Paracambi

paracambi-2016

MUNICÍPIO DE PARACAMBI

Município de instalação bastante recente, Paracambi foi criado em 8 de agosto de 1960. Formado por territórios dos distritos homônimos desmembrados de Vassouras e Itaguaí.

AGÊNCIAS POSTAIS

paracambi-tab

FATOS, HISTÓRIAS E IMAGENS SOBRE AS AGÊNCIAS

PARACAMBI

Uma curiosidade deste município é a maneira como foi constituído. Existiam dois distritos separados pelo Rio dos Macacos. Do lado de Vassouras, seu  7º. Distrito, Belém (1892), depois mudado para Macacos (1906), novamente Belém (1909), Paracambi (1919) e finalmente Tairetá (1938). Do lado de Itaguaí, seu 3º. Distrito, São Pedro e São Paulo do Ribeirão das Lajes (1836),   depois Macacos (1895) e finalmente Paracambi (1901). Como se vê, ambos compartilharam alternadamente os mesmos topônimos, prevalecendo Paracambi como nome do município. A agência postal é de 14 de outubro de 1861 (data NM) e funciona até hoje.

MACACOS

Estação de Paracambi, RJ

O Ramal dos Macacos  saía da estação Bifurcação da EFCB (depois Guedes da Costa), passava pela estação de Lages (antiga Nicanor Pereira, de 1858), até a estação de Macacos (atual Paracambi, antes Macacos e Tairetá, acompanhando os nomes do distrito). O ramal foi construído pelos proprietários da antiga Fazenda dos Macacos.

FABRICA BRASIL INDUSTRIAL

Nas terras da fazenda dos Macacos, um grupo de empreendedores ingleses construiu uma tecelagem, inaugurada em 18 de setembro de 1871 com o nome de Cia. Têxtil Brasil Industrial. Nesse local, foi criada uma agência postal que funcionou de ca.1903 até 1934 com o nome de Fabrica Brazil Industrial. Nesse prédiol, hoje no centro de Paracambi, funciona a Fábrica do Conhecimento, um complexo de atividades culturais, tais como a Faetec, o Instituto Superior Tecnológico de Paracambi, o Centro Federal de Educação Tecnológica de Química e o Centro de Educação a Distância do Rio de Janeiro.

USINA DO RIBEIRÃO DAS LAJES

Plano Inclinado (foto Ilustração Brasileira, 1911)

Da estação de Lages saía o ramal da Light levando à represa de Ribeirão das Lages, passando pelas localidades de Guarajuba e Ponte Coberta (onde a linha passava por baixo da Rodovia Rio-SP (> ver nº4 no mapa acima). Um plano inclinado ligava o terminal da ferrovia ao prédio da Usina.

A localidade de Ponte Coberta teve uma agência postal a partir de 1925 que funcionou até meado dos anos 1960. O leito do ramal da Light ainda existe como uma estrada de terra e pode ser visto no Google Earth desde Lages até a usina hidrelétrica Fontes Velha. Esta foi a primeira usina do Complexo de Lajes, na época a maior hidrelétrica brasileira e uma das maiores do mundo quando iniciou a operar em 1908. Encontra-se desativada desde 1989  (fonte: http://wikimapia.org/12149980/pt/Usina-Hidrel%C3%A9trica-Fontes-Velha)

ESTRADA DE FERRO D. PEDRO II (EFCB)

Construído entre 1860 e 1880, esse trecho da EFCB que cortava Paracambi e iniciava a subida da serra Dá para ver no mapa abaixo as estações de Belem (em Japeri), Bifurcação (veja o ramal de Macacos), Oriente (depois Mario Belo), Serra (depois Engenheiro Gurgel) e Palmeiras (em Engº Paulo de Frontin). Na verdade, o local indicado para essa última é o da estação de Scheid que ficava imediatamente antes na linha, mas só foi inaugurada em 1892. Os grifos acima indicam agências postais ferroviarias.

paracambi-detalhe-do-mapa-postal-de-1888

Acima, detalhe do mapa postal de 1888, mostrando Macacos, São Pedro e São Paulo e as já citadas estações da EFDPII (as bandeirinhas indicam agencia).

Carimbos de Paracambi

erj0131-paracambi erj0132-paracambi

© 2011-2016 www.agenciaspostais.com.br (atualizado outubro de 2016)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *