Porciuncula

porciuncula

MUNICÍPIO DE PORCIÚNCULA

Freguesia de Santo Antônio do Carangola foi criada em 26 de novembro de 1879, subordinada a Itaperuna.  Deu origem ao distrito de Santo Antônio do Porciúncula a 17 de novembro de 1926, cujo nome foi retocado para Santo Antônio de Porciúncula em 31 de março de 1938. Desmembrado de Itaperuna em 20 de junho de 1947 constitui-se no município de Porciúncula.

AGÊNCIAS POSTAIS

HISTÓRIAS, CURIOSIDADES E IMAGENS SOBRE AS AGÊNCIAS


ERJ 995 – PORCIÚNCULA

A antiga Freguesia de Santo Antônio do Carangola reivindicava há tempos uma estação da E F Leopoldina em sua sede. Quem finalmente atendeu ao pleito foi José Tomás de Porciúncula, nascido em Petrópolis em 1854 e governador do Estado entre 1892 e 1894. A estação, terminal da Linha do Carangola, que vinha de Campos passando por Itaperuna, é de 20 de junho de 1886. Em sua homenagem, o distrito, depois município, adotou seu nome em 1926. Nessa mesma época, foi também passagem da Linha de Manhuaçu, que corria em território mineiro. A agência postal é de 1886, criada com o nome antigo da Freguesia e renomeada Porciúncula em 1930.


ERJ 997 – PANGARITO ou DONA EMILIA

A matéria abaixo está também reproduzida no capítulo Correio Ferroviário deste site ao descrever a Linha 57 – Manhuaçu, no qual se localiza a estação.

Com exceção de Porciúncula, onde há conexão com a Linha de Carangola, existe uma única agencia nessa linha. Esta tem a curiosidade de ter mudado de nome várias vezes, no que foi acompanhada pela estação (nem sempre no mesmo ano, como mostra a tabela acima).

A dificuldade que tive em pesquisar dados do local acabou por render uma história curiosa. Tanto a estação quanto a agencia postal alternaram seus nomes entre Pangarito (Pedra do Pangarito, um dos pontos culminantes da região) e Dona Emilia (que seria o nome da proprietária das terras cruzadas pela ferrovia).

Pangarito foi o nome original da estação, inaugurada no final de 1894 na Linha de Manhuaçu, que saía de Recreio (MG), atravessava Porciúncula e seguia para Manhuaçu (MG). No entanto, adotou Dona Emilia por três vezes, sendo que na ultima vez, a partir dos anos 1940, tornou-se seu nome definitivo.

A agencia postal foi criada em seguida, em 19 de dezembro de 1894, com o mesmo nome, provavelmente instalada na estação. Também adotou Dona Emilia por duas vezes mas Pangarito (diferentemente da estação) foi o nome que permaneceu até ser fechada em 1963. Já os trens deixaram de circular no final dos anos 1970. Como se vê no mapa atual, o nome do local nem mais aparece, resumindo-se a duas dúzias de casas. O local parece-me que conserva o nome de Fazenda D. Emilia.

Com a ajuda da Wikimapia e do Bing Mapas capturei a imagem abaixo e localizei (assinalada em vermelho) a antiga estação, que permanece em pé e bem conservada como moradia.

A imagem na sequencia, com o nome Parada D.Emilia ainda visível, é do site http://www.estacoesferroviarias.com.br/ mantido por Ralph Giesbrecht. A foto é de Amarildo Mayrink, maio de 2019.


 

ERJ 1001 – SANTA CLARA DO CARANGOLA

A agência de Santa Clara do Carangola foi criada em 6 de julho de 1893 no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, como as divisas com Minas Gerais estavam em litígio, alguns a listam em MG. Portanto, achei que seria bom apresentar o recorte do Boletim Postal de agosto de 1893 que considero o melhor documento oficial.

No entanto alguns anos depois a agencia possivelmente mudou sua subordinação para a DR-MG pois o GP de 1906 já a lista em Carangola, MG. As referencias postais consultadas continuam assim até 21 de janeiro de 1927, quando ela é transferida para o município de Itaperuna RJ “por motivo de acerto de divisa” [1].

Atualmente a agencia é a AGC Santa Clara no município de Porciúncula, que foi criado em 1947.

Notas [1] História Postal de Minas Gerais por Jose Francisco de Paula Sobrinho, 1997


Carimbos de Porciúncula

 

© 2011-2020 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em junho de 2020)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *