São Fidelis

MUNICÍPIO DE SÃO FIDELIS

A aldeia de São Fidelis de Sigmaringa foi criada em 1779. O Curato estabeleceu-se em 1812 e a Freguesia de São Fidelis de Sigmaringa foi criada em 2 de abril de 1840, subordinada a Campos dos Goytacazes. A emancipação da Vila de São Fidelis de Sigmaringa foi em 19 de abril de 1850, desmembrada de Campos e instalada em 1855. Em 3 de dezembro de 1870 foi elevada à cidade com nome simplificado para São Fidelis.

AGÊNCIAS POSTAIS

 

 

HISTÓRIA, CURIOSIDADES E IMAGENS DE AGÊNCIAS

O município está hoje subdividido em cinco distritos: São Fidelis, Ipuca, Pureza, Cambiasca e Colonia.  A história desse último tem um interesse especial, por ter abrigado a segunda agencia mais antiga do município.

Colonia

Conta a história que, por iniciativa particular, o fazendeiro Eugênio Aprígio da Veiga solicitou oficialmente ao governo a vinda de imigrantes para sua fazenda na região de Valão dos Veados. Assim, em 1847 foi oficializada a colônia, uma das mais importantes do estado¹.

Em 5 de abril de 1854 foi aí criado o Curato de São João Baptista do Valão dos Veados a que logo se seguiu, em 16 de julho de 1855, a abertura da agência postal Valão dos Veados.  O Curato foi elevado a Freguesia em 17 de outubro de 1857. A colônia entretanto prosperou lentamente e assim a sede da freguesia acabou por ser transferida para o próspero Arraial da Ponte Nova (hoje Cambiasca), elevado a distrito em 24 de dezembro de 1864 sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição de Ponte Nova. Tudo indica que esse fato levou ao fechamento da referida agencia postal.

Já na república, em 29 de outubro de 1890, foi criado o distrito de Dois Rios com sede no antigo local de Valão dos Veados, que também adotou esse nome. Uma nova agência postal foi aí criada, com o nome de Colonia, em 3 de outubro de 1891 e que existe até hoje, agora como uma AGC. Finalmente, em 31 de dezembro de 1938 o distrito foi renomeado Colonia, nome que se mantém até hoje como sede do 4º Distrito de São Fidelis.

Cambiasca

A economia do Arraial da Ponte Nova, região de importantes fazendas, recebeu grande impulso quando da construção da ponte sobre o Rio Grande, estabelecendo uma ligação rodoviária entre as freguesias de São José de Leonissa (Itaocara) e São Fidelis. É até hoje a base do traçado da RJ-192 (BR-492) que atravessa o municipio.

Foi elevada à Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Ponte Nova em 24 de dezembro de 1864 quando a sede da antiga freguesia de Valão dos Veados foi para ela transferida. A agência postal, denominada Conceição da Ponte Nova, foi criada em 14 de dezembro de 1873. O título de Distrito foi confirmado em 3 de junho de 1892 com seu nome simplificado para Ponte Nova. Finalmente o nome, para o atual Cambiasca, foi alterado em 31 de dezembro de 1943 mas o da agencia somente em 19 de setembro de 1949. Esta funciona até hoje, agora sob a forma de AGC.

As Ferrovias

A estrada de ferro Santo Antonio de Padua teve em 1879 aprovada a concessão de uma ferrovia ligando São Fidelis a Miracema. O primeiro trecho foi inaugurado em 14 de janeiro de 1880 ligando as estações de Lucca (São Fidelis) e Tres Irmãos (atual Cambuci), tendo atingido Santo Antonio dos Brotos (atual Miracema) em 1883.

A Estação de Lucca

O traçado seguia a margem esquerda do rio Paraíba, sendo sua estação inicial denominada Lucca em homenagem ao Frei Angelo de Lucca, um dos fundadores da matriz de São Fidelis². Localizada em frente a São Fidelis, no distrito de Ipuca, próxima ao atual bairro de Cristo Rei. A falta de ponte obrigava os viajantes à travessia em canoas para chegar a São Fidelis; a rampa de desembarque ainda pode ser vista junto à rua Euclides da Cunha³. A estação passou a ser conhecida como Estação Central da EF Santo Antonio de Pádua. No entanto, a agência postal aí criada em 9 de maio de 1880 está curiosamente registrada nos guias postais como Estação Central da EF de São Fidelis e somente em 1887 seria renomeada Lucca. Outras agências seriam instaladas nessa linha nas estações de Coqueiros – atual Pureza – (1883), Grumarim (1898) e Timbó (1902).

A Estação de São Fidelis

Um pouco mais tarde, uma segunda companhia iniciava a construção da EF Campos a São Fidelis, pela margem direita do rio, tendo sido aberta em 1º de agosto de 1891. Ao mesmo tempo, uma ponte ferroviária (conhecida hoje na região como “ponte preta”) estava sendo construída a jusante da cidade pelo engº Lynch. Em 25 de agosto, trens começaram a chegar na estação de São Fidelis, permitindo a conexão das ferrovias. Por essa época, ambas tinham sido encampadas pela EF Leopoldina, cujas iniciais podem ser vistas no prédio da estação, hoje desativado⁴.  Uma agencia postal foi instalada na linha, em 1909, na estação Ernesto Machado.

Carimbos de São Fidelis

(1) https://arisp.files.wordpress.com/2009/10/relatorio-ministro-imperio-1854.pdf
(2) conforme inscrição da lápide no consistório da referida Igreja.
(3) fonte: matéria de Aurênio Pereira Carneiro no site de São Fidelis
(4) imagem Google Maps

© 2011-2018 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em maio de 2018)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *