Santa Cruz

Localização das Agências Postais do Município do Rio de Janeiro

Santa Cruz está no extremo oeste do município na divisa com Itaguaí e é banhado pela baía de Sepetiba. Tem uma rica história, iniciada com a doação das terras por Martim Afonso de Souza em 1567 ao donatário da Capitania de São Vicente. Nessa mesma época, os jesuítas ergueram um monumento com uma grande cruz de madeira em berço de pedra, que foi a origem do nome da região. Mais tarde, os herdeiros cederam parte das terras à Companhia de Jesus que já possuía grandes glebas no sul do Estado. Nessas terras foi construída a Fazenda de Santa Cruz, a maior e mais desenvolvida fazenda do Rio de janeiro à época. É dessa época (1752) a construção da Ponte do Guandu (foto ao lado), ou Ponte dos Jesuítas, que foi preservada como monumento histórico.

Em 1759, no entanto, um decreto do Marquês de Pombal expulsou os jesuítas do Brasil. A propriedade passou ao governo provincial e, pouco depois, com a chegada de Dom João VI em 1808, a Fazenda foi escolhida para local de veraneio da família real – ela foi renomeada Fazenda Real e o antigo convento foi adaptado como Palácio Real de Santa Cruz (foto ao lado), renomeado “Imperial” por D.Pedro I. Já sob D. Pedro II, em 1833, o Curato* de Santa Cruz foi desmembrado do termo (município) da Vila de Itaguaí, passando a integrar o termo do Rio de Janeiro.

Sinal da importância político-econômica da Fazenda nessa época é o fato de ter sido escolhida como uma das primeiras regiões do Brasil a ter distribuição domiciliar decorrespondência, sendo a agência postal “Curato de Santa Cruz” criada em novembro de 1842. Já em 1877, Santa Cruz foi também a primeira localidade a possuir um serviço telefônico que a ligava ao Palácio de São Cristóvão. Várias construções históricas estão preservadas, entre elas o Palacete Princesa Isabel, de 1881 (imagem ao lado). A estação do Ramal de Mangaratiba “Santa Cruz” é de 1878.

Com a chegada da República, Santa Cruz perdeu muito do seu prestígio. Entretanto, na década de 30 foram realizadas várias obras de infrestrutura e a chegada de novos colonos, como os japoneses, transformaram o bairro em celeiro do DF. Nessa época, foi construído o famoso “Hangar de Zeppelim”, hoje monumento histórico da Base Aérea de Santa Cruz. Hoje, o bairro tem um grande parque industrial, fazendo parte do complexo do porto de Itaguaí no município vizinho. Em construção está também o Arco Rodoviário, que ligará o  porto Itaguaí a Duque de Caxias.

(*) Observação:  Curato é termo religioso, derivado de cura, ou padre, que designava aldeias e povoados com as condições necessárias para se tornar uma freguesia, ou seja, o distrito de um município.

bairros-s4

Carimbos do bairro de Santa Cruz

mrj0143-santa-cruzmrj0144-santa-cruzmrj0145-santa-cruz

© 2012-2016 www.agenciaspostais.com.br – outubro 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *