Tijuca

Localização das Agências Postais do Município do Rio de Janeiro

Originalmente, Tijuca era conhecida como a região que ia da atual Praça Saenz Peña até a Barra (não por acaso, “da Tijuca”) atravessando o maciço da Tijuca. Seu nome, de origem tupi, significa “água podre”, designando as lagoas da baixada da Barra.

É consenso que o bairro originou-se em torno da “Fábrica das Chitas” fundada em 1820 e fechada em 1840. No local conhecido como Largo das Chitas fica hoje a Praça Saens Peña. (chita é uma corruptela de chintz, palavra inglesa que designa um tecido barato de algodão estampado e engomado). A Tijuca é sede do América Football Club, o quinto maior clube do Rio, com sete títulos cariocas. Fundado em 18 de setembro de 1904.

Tabela das agencias

 

 

 

As Agencias Urbanas e Sucursais

O Decreto Imperial de 1865 abordava a regulamentação do Serviço de Correio Urbano na cidade do Rio de Janeiro. Assim, entre 1868 e 1877 foi implantada uma rede de 25 agencias identificadas por letras de A a Z. Duas seriam criadas na Tijuca:

    • Agencia “J” em 01/08/1869 na rua do Andarahy, no local conhecido por “Ponto do Affonso”. Este endereço muda em 1874 para o nº 39 da Rua Conde de Bonfim, este de fato o novo nome daquele logradouro [1}
    • Agencia “L” em 02/08/1869 na rua do Engenho Velho, 112; em 1871 o endereço mudou para rua Haddock Lobo, o novo nome da via. Por último, em 1875 para a mesma Conde de Bonfim, mas no numero 82.

A rede deixou de funcionar por volta de 1880. Mais detalhes no menu “Correio Urbano“.

* * *

No alvorecer da República, uma nova rede de Agencias Urbanas foi criada em 30 de dezembro de 1889, embora seu escopo fosse diferente da rede do Império. Agora o objetivo foi descentralizar algumas responsabilidades do Correio Central. Foram implantadas inicialmente 8 agencias (letras A a H) e 4 mais tarde (letras I a L).  Elas receberam identificação por letras, à semelhança das anteriores do Império. Duas agencias foram instaladas na Tijuca:

    • Agencia “H” em 30/01/1890  na rua Desembargador Isidro [2]
    • Agencia “L” em 01/03/1892 “Raiz da Serra da Tijuca” [3]

* * *

A terceira rede, agora já com o adequado nome de “Sucursais” foi criada por portaria de 27 de janeiro de 1901. A de nº5 foi instalada no bairro do Estácio em 31 de julho de 1902 e posteriormente transferida para a Tijuca em 3 de fevereiro de 1932. Com o fim das sucursais, a AC Tijuca (MRJ 615) foi restabelecida e continua ativa. Vale a leitura da matéria “História das Sucursais do DF“.

* * *

DCT – Departamento dos Correios e Telégrafos. Em 26 de dezembro de 1931 o Decreto nº 20.859 cria o Departamento dos Correios e Telégrafos com a fusão da Diretoria Geral dos Correios com a Repartição Geral dos Telégrafos e aprova o regulamento da nova organização administrativa.

Isso explica a transferência da sucursal no início de 1932 e seu impacto nas agencias regulares. Um pouco antes, o GP de 1931 (bem como o de 1907) registrava 3 agencias de 2a. classe na Tijuca. Vejamos suas histórias:

  • Rua Conde de Bonfim (MRJ 609) criada em 1896 na rua Conde de Bonfim. Em 6/9/1932 o BP informa ter sido renomeada Haddock Lobo. Extinta em 28/09/1933 ao se fundir com a AT Estácio de Sá formando a APT Estácio de Sá.
  • Tijuca (MRJ 613) antiga Raiz da Serra da Tijuca criada em 1898 e renomeada Tijuca em 1927. Em 6/9/1932 (mesmo dia da anterior) o BP informa ter sido renomeada Conde de Bonfim (acredito que essa decisão foi revogada, ficando portanto extinta a agencia).
  • Fábrica das Chitas (MRJ 617) criada em 1898 na rua Desembargador Isidro. Citada pela última vez no GP 1931.

Concluímos que as 3 agencias existentes até 1931 foram extintas com a chegada da sucursal. Desta conhecemos a data de criação, mas há um grande silêncio sobre sua extinção – fato que teria ocorrido por volta de 1940, ano em que aparece pela última vez num Guia Postal não havendo depois nenhum documento que a mencione.

Quanto às agencias regulares

O primeiro documento no DOU a mencionar a APT Tijuca, aparente sucessora da sucursal, está na edição de 17 de setembro de 1941. Tudo leva a crer que a partir de 1940 esta seria a única agencia a funcionar até que em 1980 é criada a AC Usina, de curta existência.

Mas o que dizem os carimbos? Nos exemplares da coleção, vemos as seguintes legendas:

  • com SUC. TIJUCA: de 1932 até 1949
  • com TIJUCA (CORREIO): de 1936 a 1959
  • com (APT) TIJUCA: de 1960 em diante

É curiosa a legenda “TIJUCA (CORREIO)” com correio entre parênteses, grafia que não aparece em nenhuma outra agência. Além disso, há carimbos de 1936, em plena vigência da sucursal e até 1959; só depois voltamos ter legenda regular “TIJUCA”. Anexo para exemplificar imagens de envelopes da época.

 


Notas

[1] A região que hoje engloba os bairros da Tijuca e do Andaraí era conhecida por Andarahy Grande (atuais Andaraí, Vila Isabel e Grajaú) e Andarahy Pequeno (Tijuca).  Poucas ruas cortavam a região, sendo as principais as estradas do Andaraí Grande (atual Barão de Mesquita) e do Andaraí Pequeno (atual Conde de Bonfim, local da ag. “J”) e a rua Uruguai, que corta ambas. A rua Barão de Mesquita tem importante agencia no Andaraí (MRJ 09 a 12). A rua Uruguai só teve, por pouco tempo, uma ACF.

[2] Com o fim das agencias de letras, a “H” seria em 1898 substituída pela agencia “Fábrica das Chitas”, na mesma rua Desembargador Isidro. O nome é uma homenagem ao antigo logradouro, bairro e fábrica do início do século XIX.

[3] Na mesma data, a “L” seria substituída por uma agencia à rua Conde de Bonfim, 199. Essa agencia passará por uma série de alterações (acompanhe na Tabela acima), mas é a antecessora da ainda ativa agencia AC Tijuca. Ver a continuação da matéria.


Carimbos do bairro da Tijuca e Sucursal

Agencias da época do Império

Sucursal nº5

Outras agencias do bairro da Tijuca

 

© 2012-2021 wwww.agenciaspostais.com.br (atualizado em maio de 2021)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *