Copacabana

Bairro de Copacabana 1910

O bairro de Copacabana, visto acima em mapa de 1910, foi ocupado na passagem  para o século XX. Os três núcleos de urbanização são decorrentes de ligações com os bairros vizinhos, aí incluídos os dois túneis de ligação com Botafogo. As três agências postais precursoras, cuja localização está marcada no mapa, são testemunhas desse processo.

Planilha das agencias de Copacabana


A AGÊNCIA DA PRAÇA DA IGREJINHA

A primeira agência postal de Copacabana foi a “Praça da Igrejinha”, criada em 1898 (MRJ 283).

Nessa época, a praça ficava ao final da Rua da Igrejinha (atual Francisco Otaviano) dando acesso à Ponta de Copacabana (veja no detalhe do mapa ao lado) onde ficava a antiga Igreja Nossa Senhora de Copacabana – a “Igrejinha” – construída em 1745 e demolida em 1914 para a construção do Forte de Copacabana.

O bairro da Igrejinha (veja indicação no mapa), hoje conhecido por Posto Seis, foi um dos primeiros de Copacabana a ser urbanizado, por ser vizinho ao loteamento Villa de Ipanema que estava sendo implantando em 1894. A agência estava localizada à Rua de Copacabana, 55 (atual N.S. de Copacabana), conforme registra o Guia Postal 1907. É preciso lembrar que na época a numeração da rua se iniciava no bairro da Igrejinha; mais tarde, com a urbanização do bairro até o Leme, a numeração da avenida foi invertida. Ao longo de sua história (veja a planilha) essa agência foi diversas vezes suspensa ou transferida, mas sempre na mesma rua, onde ocupou os números 1.032 (1910), 994 (1916), 1.028 (1926) e 1.098 (1930).

Em 1932 ela foi fundida com a agência telegráfica de Ipanema adotando o nome simplificado para Igrejinha. Foi extinta em 1935 (fonte DOU). Trata-se da única agencia de Copacabana da qual não possuo imagens.


A AGÊNCIA COPACABANA (MRJ 285)

Outro núcleo urbano se desenvolveu ao redor da Rua Barroso (atual Siqueira Campos) com a abertura do Túnel Velho e a ligação por bondes com Botafogo, estabelecida em 1894. A estação original ficava na esquina da Rua Barroso com a Praça Malvino Reis (atual Serzedelo Correia). Nessa região, foi criada em 1902 na rua N.S. de Copacabana em frente à praça a segunda agência postal do bairro, a “Copacabana”. A imagem mostra a praça por volta dos anos 1930. Aí se situava a estação dos bondes da Cia. Ferrocarril Jardim Botânico.

Uma curiosidade é a Igreja que aparece ao centro da imagem. É a Paróquia de Santa Cruz de Copacabana, construída no início do século e para a qual foi transferida a imagem da padroeira quando da demolição da “Igrejinha”. Ela também foi derrubada para a construção de um conjunto comercial, no qual a Igreja foi reconstruída em linhas modernas e reinaugurada em 3 de maio de 1961.


A SUCURSAL COPACABANA (MRJ 286)

A história da rede de sucursais do Distrito Federal está contada em detalhes em matéria no menu História Postal.

A mais tradicional agencia do bairro, a “Copacabana”, foi criada em 1902 no centro do bairro e está ainda ativa. A sucursal de mesmo nome fez parte da rede de sucursais e ocupou seu endereço de 16/07/1934 (BP)  até ca.1940.

A confusão começa quando se busca determinar a data de seu fechamento. Para efeito da rede utilizei a data de 1940 como se vê na matéria acima. No caso específico da sucursal Copacabana, no entanto, a prática diverge um tanto. Criada em 1934, eu só lhe conheço carimbos a partir de 1939 (data em que estaria quase sendo extinta). No entanto continuei a ver circular carimbos “sucursal” até 1949. Incoerente?

Por outro lado, a agencia postal que teoricamente lhe sucedeu (MRJ 287 que consta como APT no GP 1948) só voltaria a mostrar carimbos a partir de 1950. Até que isso pareceria fazer sentido com os carimbos tardios da sucursal  – não fosse a carta da agencia datada de 1940 e outra postada no mesmo local datada de 1941, ambas apresentadas abaixo. E agora?

Uma tese poderia ser que elas funcionaram em paralelo. Mas onde estariam os carimbos da agencia regular entre 1940 e 1950? Difícil a vida do colecionador…

 


A AGÊNCIA “LEME” (MRJ 288)

AvPrincesaIsabel e PradoJr1910

O terceiro núcleo de urbanização se originou em 1906 com a abertura do Túnel Novo, ligação entre a Rua da Passagem em Botafogo com a praia. A imagem – de 1910 – mostra no canto esquerdo, com um renque de árvores, a rua Salvador Correia (depois princesa Isabel). Em primeiro plano no canto esquerdo a praça Suzana (atual Demétrio Ribeiro), também cercada de árvores , que mais tarde seria reduzida à metade com um corte em diagonal com a construção da segunda pista da princesa Isabel. No centro da imagem a rua Goulart, hoje Prado Jr.  A rua transversal em primeiro plano é a Barata Ribeiro e a segunda, pouco visível mais à frente, a Rua Buarque, atual Ministro Viveiros de Castro. É bem visível na esquina dessa rua com a Salvador Correa o casarão onde foi instalada em 1907 a agência Leme. Embora com esse nome, ficava dentro dos atuais limites do bairro de Copacabana. A agência foi transferida para outro local no bairro em 1932 e o casarão seria demolido nos anos 40 para a duplicação da avenida. V. imagem abaixo.

AvPrincIsabel-1950

Em 1938, comemorando o cinquentenário da Lei Áurea, a Rua Salvador Correia seria rebatizada Av. Princesa Isabel. Mais tarde, de 1943 a 1946, foram feitas as obras de duplicação das galerias do túnel e o alargamento da avenida, com a demolição de vários prédios. A imagem acima é de 1950 e mostra que a duplicação só chegaria até a praia depois de 1955, quando um incêndio destruiu o Hotel Vogue – e sua famosa boate – que se pode ver na esquina da praia (a informação, e as duas imagens, são do blog “Curiosidades Cariocas”).


Copacabana possui a maior variedade de carimbos do Rio de Janeiro. Com verão abaixo, preenchem quase 30 páginas de classificador.

Carimbos de “Copacabana” – agencia e da sucursal (MRJ 285, 286 e 287)

Carimbos de serviço MRJ 287

Carimbos mecanicos MRJ 287

Carimbos da sucursal Copacabana MRJ 286

Demais agencias do bairro de Copacabana

Lembro que há duas agencias “Leme” (MRJ 288 e 292); nenhuma delas está classificada no bairro do Leme, mas sim em Copacabana de acordo com o guia postal.

O carimbo da agencia MRJ 289A tem uma história talvez pouco conhecida. Para as comemorações da Independência em 7/9/41 foram convidados cadetes da Escola Militar do Paraguai que ficaram hospedados no Forte Copacabana. Uma agencia temporária foi montada no local.

O

O envelope cuja imagem está no envelope do Posto Seis traz um raro carimbo, do qual conheço somente outros 4 exemplares no estado. Trata-se de uma variante do tipo 28, conhecido por “Novo Francês” pela estabilidade e qualidade que apresenta. Mas este subtipo tem as mesmas dimensões, mas não tem círculo interno. Eu o classifiquei como 28b – é a única variante registrada nos 30 anos em que ele circulou.


© 2012-2021 www.agenciaspostais.com.br (atualizado em abril de 2021)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *