As freguesias históricas no rio Macacu

Veja na página do município de Itaboraí história detalhada sobre as freguesias históricas da região do baixo curso do rio Macacu, entre as mais antigas do estado do Rio. Entre elas, Aldeia de São Bernabé (mapa abaixo), Vila Nova de São José d’El-Rei,  Tamby, Porto das Caixas, São João de Itaborahy e Santo Antonio de Sá. Esta última já tinha matéria no menu História Postal/municípios extintos.

Na parte alta do curso do rio Macacu, no município de Cachoeiras do Macacu, veja também a história das freguesias de Santíssima Trindade e Santa Anna, esta última com carimbo de letras “S. ANNA” sobre olho-de-boi (imagem abaixo).

Caxoeira da Limeira

Acabo de publicar no menu História Postal matéria sobre essa localidade às margens do rio Itabapoana na divisa do município de Campos dos Goitacazes com o estado do Espírito Santo.

Com origens nas Capitanias Hereditárias, passando pelo ciclo do café, o local foi conhecido por Porto da Limeira, Cachoeira da Limeira e Limeira do Itabapoana. Hoje desaparecido.

Vale a leitura. Clique aqui.


 

Santana de Macabu em Macaé

Santana de Macabu e Cabiunas (ERJ 585 a ERJ 588)

Introdução

Não encontrei o topônimo “Santana de Macabu” (na grafia da época Sant’Anna de Macabú) em documentos históricos ou geográficos. Em contraste, a referencia a uma agencia com esse nome na literatura postal é relativamente extensa e na ferroviária há também informações sobre uma estação “Sant’Anna”. Sobre estas discorrerei a seguir. Continue lendo

Carimbologia

Este site é dedicado à história postal do Estado do Rio de Janeiro. A base do trabalho são as agencias postais e seus carimbos e marcas postais que permitem estabelecer com precisão a época em que funcionaram e sua localização geográfica.

Uma decorrência é uma grande coleção de carimbos que, por sua vez, podem ser organizados por tipos – um trabalho de carimbologia ou marcofilia. Esse capítulo foi publicado pela primeira vez em agosto de 2013. Assim, depois de cinco anos, era hora de uma revisão completa. Esse trabalho está pronto e pode ser consultado no menu Carimbologia. Tenho a certeza que contem muitas informações interessantes e, quem sabe? pode motivar outros colecionadores. Agradeço as contribuições e comentários.

Como aperitivo, anexo abaixo imagem de um envelope recém chegado à coleção. Trata-se de carta registrada enviada  de Reggio Emilia, uma comuna italiana da região da Emilia-Romagna (próxima à Bolonha). Postada em 3 de setembro de 1958, foi recebida em 4 de setembro às 13h30 na recém-inaugurada agencia do Aeroporto do Galeão, conforme o curioso e original carimbo de recepção. Reencaminhada ao destino em SP foi recebida dia 8 na sua 4a. seção. Como o endereço inexiste, foi devolvida ao remetente conforme o carimbo de serviço “EN RETOUR”.

O carimbo obliterador comemorativo indica a “Visita del Presidente Della Repubblica in Brasile” aposto sobre o selo “Amicizia Italo-Brasiliana” emitido em 1958. Neste dá para ver que o avião liga o Arco de Trajano em Roma a um mapa do Brasil no centro do qual está o edifício do Congresso em Brasilia – que em 1958 ainda estava sob andaimes – curioso, não?

O carimbo no verso informa que a carta foi enviada em “Volo speciale Alitalia Roma-Rio de Janeiro”.  Trata-se da visita do Presidente Giovanni Gronchi homenageado também pelos Correios do Brasil com selo comemorativo lançado em 4 de setembro. Coisas da Filatelia.

Um curioso bilhete postal

Trata-se de um inteiro “Carte Postale” escrito e postado em Paris na agencia “Place de la Bourse” em 13 de maio de 1914 e obliterado com carimbo mecânico de rolo . Está endereçada ao Sr. Dr. Antonio de Almeida, residente na Villa Sarah, casa 1, no bairro do Andarahy, Rio de Janeiro. Segundo pude averiguar, essa vila ficava no número 20 da rua Dr. Ferreira Pontes naquele bairro.

No verso há o carimbo de recepção no Rio na 2a. Distribuição da 2a.Secção do Correio Central datado 22.V.14, posteriormente encaminhado à Succursal de Villa Izabel onde foi recebido em 29.V.14. Nesse mesmo dia, há uma anotação manuscrita: “mudou-se pª lugar ignorado. 29/5/914 J.Vianna” e outra, logo a seguir: “Confirmo a nota 1/6/1914 Adelino Correa”. Um carimbo preto retangular “PARTI / Mudou-se” oficializa a situação.

O próximo carimbo, em azul, é da mesma sucursal e datado 15.X.14 acompanhado de outro da mesma cor “RETOUR / Não-Reclamada”. Eu creio que, como o endereço do remetente não havia sido preenchido no local reservado, a carta foi encaminhada ao Refugo pela 8a. Secção em 21.X.14.

Esse último carimbo da 8a. Secção levanta interessante discussão sobre a existência dessa seção no Correio central nessa data e sobre suas atribuições. Para quem tiver interesse, esse tema está coberto em profundidade no menu 8a. Secção.

Paulo Novaes

LUBRAPEX 2016

Lubrapex - CópiaAcabo de voltar de Viana do Castelo, em Portugal, onde teve lugar a exposição internacional Lubrapex 2016.

Gostaria de compartilhar com vocês o prazer de ver reconhecido o meu site, que recebeu a medalha  Vermeil Grande naquele certame.

Fica meu agradecimento àqueles que têm me apoiado nesta empreitada.

Um abraço,

Paulo Novaes